O8 de Outubro: Dia do Nordestino; a importância de contar o Nordeste pela nossa própria história

Neste 8 de outubro, comemora-se o Dia do Nordestino – povo responsável por grande parte da formação do que hoje entendemos como Brasil, e que continua sendo alvo de estereótipos e preconceitos

Dia 8 de outubro é o Dia do Nordestino. A data foi oficializada em 2009 e busca combater o preconceito e homenagear essa grande parcela do povo brasileiro, originária da região nordeste.

O dia 8 de outubro foi escolhido em homenagem às culturas típicas da região, que são diversas e heterogêneas e ao poeta, cantor e compositor cearense Patativa do Assaré (Antônio Gonçalves da Silva), que é o fiel representante de todos os nordestinos e nordestinas, povo que, infelizmente, ainda sofre com preconceito e discriminação em função de sua origem geográfica.

Participe dos nossos grupos 👉 http://bit.ly/COSTANOTÍC2 📲 Informe-se, denuncie

A regiãoNordeste é composta pelos estados de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte e Sergipe.

Os nove estados abrangem uma área de mais de 1,5 milhões de metros quadrados, o que corresponde a 18,26% do território nacional.

A região também concentra a maior parte da faixa litorânea do país, com 3.338 quilômetros de praias.

De acordo com o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), o nordeste tem mais de 56 milhões de habitantes, o que faz da região, em termos populacionais, a segunda maior do país, atrás apenas da região sudeste.

Dia do Nordestino, data oficial

O Dia do Nordestino, foi oficializada através da lei número 14.952, publicada em 13 de julho de 2009, na cidade de São Paulo. A data não é feriado mas não deixa de ser uma homenagem feita pela cidade de São Paulo.

A cidade, e o Estado de São Paulo, são as regiões do país com a maior concentração de nordestino fora do próprio nordeste. Foi este povo imigrante que ajudou a edificar e construir o estado como o conhecemos.

Música nordestina

O nordeste brasileiro é muito rico do ponto de vista cultural. É nesta região do Brasil que nasceram e se consolidaram os maiores nomes da música nacional as quais embalaram gerações e revoluções nacionais.

Você sabia que Luiz Gonzaga, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Djavan, Zé Ramalho, Fagner, Elba Ramalho, Raul Seixas, Chico Science, Carlinhos Brown, Maria Bethania e muitos outros grandes artistas são nordestinos?

Pois é, para homenagear este povo batalhador, bem como seus ícones culturais, colocamos abaixo a letra de uma das mais simbólicas canções do nordeste brasileiro, a Asa Branca.

Asa Branca

Quando oiei’ a terra ardendo

Qual fogueira de São João

Eu preguntei’ a Deus do céu, uai

Por que tamanha judiação?

Eu preguntei’ a Deus do céu, uai

Por que tamanha judiação?

Que braseiro, que fornaia’

Nenhum pé de prantação’

Por farta’ d’água perdi meu gado

Morreu de sede meu alazão

Por farta’ d’água perdi meu gado

Morreu de sede meu alazão

Inté’ mesmo a asa branca

Bateu asas do sertão

Entonce’ eu disse: adeus, Rosinha

Guarda contigo meu coração

Entonce’ eu disse: adeus, Rosinha

Guarda contigo meu coração

Hoje longe, muitas légua

Numa triste solidão

Espero a chuva cair de novo

Pra mim vortar’ pro meu sertão

Espero a chuva cair de novo

Pra mim vortar’ pro meu sertão

Quando o verde dos teus óio’

Se espaiar’ na prantação’

Eu te asseguro, não chore, não, viu

Que eu vortarei’, viu, meu coração

Eu te asseguro, não chore, não, viu

Que eu vortarei’, viu, meu coração

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *