Não às drogas: Mucuri terá Centro de Recuperação de Dependentes Químicos

Várias autoridades políticas, empresariais, religiosas, judiciais e das polícias civil e militar, bem como da sociedade civil organizada do município de Mucuri, se reunirão – em data ainda a ser marcada -, para discutirem acerca de estratégias e ações para a prevenção, tratamento e o combate às drogas no Município.

O chamamento e organização deste importante evento é do professor, jornalista e servidor público municipal e empresário Rubem Gama. Para Rubem Gama, o foco prioritário do debate nesta reunião, deverá ser a questão da prevenção. Em seguida, tão importante quanto a prevenção, é o tratamento de dependentes químicos de álcool e outras drogas.

O jornalista Rubem Gama, que é ex-usuário de drogas ilícitas, apresentará um projeto de criação de um Centro de Recuperação para Dependentes Químicos de Álcool e outras Drogas. Para o jornalista é necessário firmar um grande pacto social envolvendo toda a sociedade para este enfrentamento. “O alcoólatra, o cheirador, o cracudo, o maconheiro, o traficante, o delinquente… nenhum deles vêm de marte, da lua ou de saturno. Eles são produzidos por esta sociedade, por nós. É bem aqui do nosso lado que eles nascem. Somos nós – enquanto sociedade – que ‘parimos’ essa galera e depois a rejeitamos. Precisamos entender isso e compreender o nosso papel enquanto cidadãos nesta questão”, afirmou Rubem Gama.

Enquanto fingirmos que não é conosco, que nós não temos nada a ver com isso, continuaremos vendo jovens e crianças cometendo crimes para manter o vício e milhares de famílias sofrendo, se sentindo impotente perante esta peste que assola o nosso povo. Mais de 90% dos pequenos furtos, como, por exemplo, de celulares e arrombamentos de lojas e residências, estão diretamente ligados às drogas. E qual é a resposta mais “fácil” e de “falsa moral”? É a velha frase pronta: “bandido bom é bandido morto”. Um frase carregada de ódio, preconceito e falta de amor a vida do próximo. Alguém pode argumentar: E quando eles atiram e matam pais de família para roubar? E os adultos que também cometem estes crimes? A resposta é simples: eles já perderam o senso crítico, perderam as esperanças, perderam tudo, vivem apenas para o vício. Roubaram a infância destas crianças e adolescentes. Quanto aos adultos, eles são adultos agora, mas nem sempre o foram. Um dia foram crianças e adolescentes e como ninguém cuidou deles, eles continuarão sendo “bandidos e delinquentes”.

É fácil mudar essa realidade? Obviamente que não. Mas, se unirmos nossas forças agora, já, teremos resultados a curto, médio e longo prazo.

Até fevereiro de 2022, o Centro de Recuperação em Mucuri será uma realidade. Não temos parceria com os governos federal, estadual nem municipal. Mesmo porque não os procuramos. Independente das parcerias com os poderes públicos, este projeto será uma realidade, porque ele nasceu, primeiramente, no coração de Deus. Mas não dispensaremos ajuda de quem quer que seja. Aceitaremos parceria com o setor privado, com entidades religiosas, com a sociedade civil organizada, profissionais liberais, como advogados, contadores. Enfim, nós compreendemos que juntos podemos fazer mais.

Fonte: RubemGama.com

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *