Mucuri: Covid-19 – Secretário de Saúde alerta para o aumento de casos

A Prefeitura de Mucuri por meio da Secretaria Municipal de Saúde transferiu de UTI Móvel na noite desta última segunda-feira, 05 de abril, mais uma paciente acometida pela covid-19 para o Hospital de Campanha de Eunápolis.

A dona Tânia Maria Vieira dos Santos, 70 anos, moradora da cidade Mucuri, estava internada desde o último dia 27 de março no Hospital São José do distrito de Itabatã e foi transferida após apresentar o quadro de hipoxemia (baixa concentração de oxigênio no sangue arterial) com piora no desconforto respiratório, quando o vírus é capaz de causar uma resposta idiossincrática no sistema respiratório.

Conforme o secretário Municipal de Saúde de Mucuri, o farmacêutico bioquímico Fernando Jardim, uma preocupação reapareceu no município com o grande número de infectados nas últimas horas. Em números absolutos, Mucuri-sede registra a maior quantidade de infectados, seguido por Itabatã, proporcionalmente, no entanto, à cidade de Mucuri é quem tem mais registrado pessoas contaminadas com o novo coronavírus

O secretário alerta que as pessoas já estão chegando nas unidades de saúde para buscar ajuda com a doença em estado avançado e isso preocupa o município, no sentido que esta mesma pessoa possa ter contaminado várias outras anteriormente e que chegarão à unidade de saúde logo depois, correndo-se o risco de causar um colapso no sistema de saúde.

De acordo com o secretário Fernando Jardim, atitudes individuais são fundamentais para controle do vírus, reforçando a importância das ações de cada pessoa para tentar controlar a disseminação da doença e também manter a sustentabilidade dos sistemas de saúde. A ideia é que a infecção não aconteça em um número grande de pessoas ao mesmo tempo para que haja um prazo maior de ação. Por isso, segundo Fernando Jardim, as atitudes individuais e coletivas de prevenção são fundamentais. Embora muitas das pessoas infectadas pelo coronavírus não desenvolvam sintomas graves, o número de pacientes que são direcionados para a Unidade de Tratamento Intensivo tem sido relativamente alto. E esse fator aciona um sinal de alerta para Mucuri.

“O Sistema Único de Saúde é grande, universal e gratuito. Mas pode não aguentar atender a população, se cada um de nós não fazermos a nossa parte preventiva. A partir do momento que as pessoas começam a cumprir as medidas básicas de prevenção, como a higienização das mãos, com água e sabão ou com o uso do álcool gel, e não sair de suas casas tossindo ou com febre, o risco de transmissão do vírus na rua e nos ambientes fechados diminui. É importante que todos nós tomem essas atitudes para respeitar as pessoas, para que essa doença não chegue a quem é mais vulnerável. Tem que ter a consciência de que ao não respeitar essas orientações, pode impactar outras pessoas. E quanto menos pessoas impactadas, menos chance de o sistema de saúde entrar em colapso”, salientou o secretário de Saúde de Mucuri, Fernando Jardim.

Fonte: BahiaExtremoSul

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *