Publicado em 02/12 - 21h16min, Fonte: Por Carlito Teixeira - MATÉRIA COM ( 4540 ) exibições

Elza e Itabatã: Uma história de amor que deu certo

Itabatã News, notícia e Notícias - Elza e Itabatã: Uma história de amor que deu certo

Em setembro de 1991, Itabatã ganhava mais uma filha adotiva. Assim se iniciou o caso de amor de Elza com nossa cidade. Como ela mesmo disse: Só trazia na bagagem a cara e a coragem. Mas era o suficiente para iniciar uma história vitoriosa. Uma barraca de camelô em frente ao local onde hoje é a Igreja Batista, foi o começo de tudo. Logo depois ela se mudou para frente da rodoviária e ali permaneceu por oito anos. Entendendo que não iria crescer em Teixeira, aceitou o convite da colega Belinha para morar em Itabatã. No início trabalhava durante a semana em Teixeira e nos finais de semana vinha pata Itabatã. A mesma colega a convidou para alugarem um quarto e as duas foram morar juntas. Algum tempo depois, a colega resolveu voltar para Teixeira e Elza ficou só. Com fogão emprestado e algumas panelas, Deus era sua única companhia. Muitas vezes não tinha tempo nem pra almoçar. Tomava um copo de leite pela manhã na rodoviária e só comia alguma coisa à noite. Após conhecer seu esposo e coloca-lo no ramo de confecções, ela já almoçava e jantava todos os dias. Em fevereiro de 1998 inaugurou a 1ª loja e trabalhava de domingo a domingo. E assim as conquistas foram acontecendo. Em julho de 1999 inaugurou a 2ª loja em Pedro Canário. Em junho de 2000 inaugurou a 3ª loja em Posto da Mata. Em 2002 inaugurou a 4ª loja em Mucuri. Logo após a inauguração da 4ª loja, ela resolveu construir uma casa para morar. Construiu a atual residência e construiu em cima da loja em Pedro Canário para aluguéis. Construiu também alguns pontos para aluguel em Itabatã. Com a renda dos aluguéis iniciou a construção do prédio onde hoje funciona a Pousada Vitória e a Vitória confecções inauguradas em 2012 depois de oito anos de luta incansável.
Em 2010 pra coroar a sua trajetória vitoriosa no comercio de Itabatã, Elza assumiu a presidência da CDL local. E como não poderia deixar de ser, assinalou mais uma vitória no seu curriculum. Assumiu a entidade com a mesma garra e coragem que sempre foi a sua marca registrada. Com seu espírito empreendedor adquiriu o terreno para a construção da sede própria tão sonhada por todos. A entidade estava em crise e com muitas dívidas, que foram quitadas em tempo recorde.
Casada com Irineu salustiano da silva, e mãe de Maria Clara, Maria Vitória e João Vitor, Ela é um exemplo para todos em Itabatã. Uma história de sucesso construída a base de muito suor e trabalho, muito trabalho. Trabalho que é uma das marcas de Itabatã, a cidade que nunca para. Assim como Elza. Por isso Elza e Itabatã é um caso de amor que deu certo. Tão certo que Elza é alguém que podemos dizer com muito orgulho que é NOSSA GENTE.

'  '



Deixe seu comentário!