É #FAKE que fotos mostrem mulher de Sergio Moro em eventos no Instituto Lula

Fotos virais não mostram Rosângela Moro com Lula, FHC e o investidor George Soros. Quem aparece nas duas imagens é a cientista política Ilona Szabó.

Mensagem que tem viralizado nas redes sociais diz que a mulher do ex-juiz e ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro, Rosângela Moro, esteve em encontros no Instituto Lula com o investidor George Soros e os ex-presidentes Luiz Inácio Lula da Silva e Fernando Henrique Cardoso. Duas imagens acompanham o texto. É #FAKE.

 — Foto: G1

— Foto: G1

Quem aparece nas duas imagens, na verdade, é a cientista política Ilona Szabó, co-fundadora e diretora-executiva do Instituto Igarapé, voltado a pensar soluções para a área da segurança pública. Ilona nem sequer é parecida com Rosângela Moro.

Procurada pela CBN, a assessoria de imprensa de Moro afirma: “Oficialmente informamos que as fotos não são de Rosângela Moro e que ela nunca esteve no Instituto Lula”.

A mensagem falsa diz assim: “Aos apoiadores de Moro, se é que por acaso conhecem George Soros, né? Acho que depois dessa não precisa dizer mais nada, né, pessoal?” E segue: “Enquanto isso, no Instituto Lula, esposa de Moro (de vermelho) com George Soros e toda a quadrilha do PSDB, os maiores beneficiados por sua gestão no MJ (Ministério da Justiça)”.

A primeira foto é de um debate ocorrido em julho de 2015, no Instituto Lula, em São Paulo, do qual participaram o ex-presidente Lula, ativistas da área da segurança, profissionais da saúde e especialistas em políticas sobre drogas e violência. Entre eles, estava Ilona Szabó.

A segunda foto é de abril de 2015, e foi feita num encontro entre investidores, empresários e representantes de entidades de cunho social. Na imagem, entre outros presentes, estão o milionário húngaro George Soros, Ilona e FHC, que serviu de mediador para uma conversa sobre o terceiro setor. O encontro não ocorreu no Instituto Lula.

Desde que Moro deixou o ministério, apoiadores do governo federal se dividiram nas redes sociais e em protestos de rua entre os que seguem defendendo o presidente Jair Bolsonaro, e agora se opõem ao ex-ministro Moro, e os que se colocam junto a Moro, e criticam Bolsonaro. Mensagens falsas como essa vêm sendo compartilhadas pelo primeiro grupo. Moro é tachado de “traidor”.

Coincidência ou não, logo no início da passagem de Moro pelo ministério, em fevereiro de 2019, Ilona esteve no centro de uma polêmica. Ela foi escolhida para integrar o Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, órgão consultivo do governo federal. Mas diante de críticas de apoiadores do presidente a seu nome, Moro revogou a nomeação. A justificativa foi a “repercussão negativa em alguns segmentos” da sociedade. Ela foi considerada de inclinação à esquerda por apoiadores do governo, que disseminaram nas redes sociais a hashtag #ilonanao.

Já Rosângela Moro também virou alvo recente por criticar Bolsonaro publicamente. No fim de semana, ela escreveu no Instagram: “Diminuir vítimas da Covid-19 depende de liderança. Não temos”.

A equipe do Fato ou fake já desmentiu outras mensagens falsas que vinculam Moro ao PSDB. Vem circulando nas redes sociais que o avô do ex-juiz é um dos fundadores do PSDB e que o deputado federal Aécio Neves (PSDB-MG) é cunhado dele. Ambas as informações são fake.

É #FAKE que fotos mostrem mulher de Sergio Moro em eventos no Instituto Lula — Foto: Reprodução

É #FAKE que fotos mostrem mulher de Sergio Moro em eventos no Instituto Lula — Foto: Reprodução

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *