Bebê empelicado: entenda fenômeno raro em que criança nasceu envolvida por bolsa amniótica em Santa Catarina

Membrana protege e faz com que o recém nascido receba os nutrientes e o oxigênio da mãe através do cordão umbilical. Segundo os médicos, não é possível prever ou programar esse tipo de evento.

Por Carolina Fernandes, g1 SC e NSC

O nascimento de um bebê empelicado é considerado raro no mundo da obstetrícia, segundo os especialistas. A criança que nasce nesta condição fica envolta pela bolsa amniótica que a protege e o ajuda na alimentação durante as 40 semanas, em média, de uma gestação.

Situações assim são raras, uma vez que o saco gestacional estoura quando o bebê está prestes a nascer, inclusive em procedimentos como a cesárea. Após o parto, a bolsa é rompida pelo médico e a criança retirada.

Bebê nasce envolvido por bolsa amniótica em SC

https://imasdk.googleapis.com/js/core/bridge3.482.0_pt_br.html#goog_317265113–:–/–:–

Bebê nasce envolvido por bolsa amniótica em SC

Na terça-feira (21), Davi Lucca Rosset Basso nasceu desta forma em São Miguel do Oeste, no Oeste catarinense. A cesárea de sucesso foi comemorada pelo médico.https://0f8dcdc0c115595d6d986908d651ba60.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

“É um nascimento muito bonito, o bebê vindo dentro da bolsa e ainda se mexendo. Praticamente ainda no meio intrauterino. Ainda em contato com a mãe. É um nascimento bem emocionante”, disse o médico.

  1. Por que o parto empelicado ocorre?
  2. Cesariana x parto normal
  3. Benefícios
Davi Lucca nasceu 3,320 quilos e 46.5 centímetros — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Davi Lucca nasceu 3,320 quilos e 46.5 centímetros — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Por que o parto empelicado ocorre?

A bolsa amniótica é composta por uma película fina e transparente. É quando ela estoura que, normalmente, há a sinalização de que a criança está prestes a nascer. Quando o líquido amniótico vaza, a mãe entende que está há horas ou momentos do parto.

Contudo, quando esta bolsa não se rompe, acontece o chamado parto empelicado. Não há risco para mãe ou para o bebê. Após a retirada do bebê envolvido pela bolsa, o médico faz um pequeno corte na película para que ela estoure e a criança seja, então, retirada. Não é possível prever quando esse evento pode ocorrer.

A partir daí, a criança segue para os procedimentos habituais, ou seja, os testes e exames são realizados pelo pediatra neonatal para avaliar a saúde geral do recém nascido.

Davi Lucca nasceu saudável em São Miguel do Oeste — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Davi Lucca nasceu saudável em São Miguel do Oeste — Foto: Vanuza Lolatto/Reproduçãohttps://0f8dcdc0c115595d6d986908d651ba60.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Cesariana x parto normal

Segundo os especialistas, há mais chances do parto empelicado ocorrer em cesarianas em razão de a bolsa se romper quando o bebê é expelido pela vagina.

Contudo, o parto empelicado também é possível em partos normais, em especial quando o bebê é prematuro. Nesta situação, o tamanho do saco amniótico é menor, permitindo que o bebê e a bolsa passem mais facilmente pelo canal vaginal.

Partos que ocorrem desta maneira não trazem risco para a mãe ou para o bebê, segundo o obstetra — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Partos que ocorrem desta maneira não trazem risco para a mãe ou para o bebê, segundo o obstetra — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Benefícios

Segundo os médicos, o parto empelicado não oferece risco a gestante e nem ao bebê. Em alguns casos, o fato de o nascimento acontecer desta forma pode proteger o recém-nascido.

Como por exemplo, quando a gestante tem alguma doença infecciosa e o bebê não deve entrar em contato com o sangue da mãe para não se contaminar.

Outro benefício listado pelos especialistas, é que a bolsa intacta protege o bebê contra possíveis traumas ou escoriações na hora do nascimento.

Fotógrafa acompanhou nascimento de bebê empelicado em SC — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Médico estourou a bolsa amniótica e Davi Lucca chorou pela 1ª vez — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Médico estourou a bolsa amniótica e Davi Lucca chorou pela 1ª vez — Foto: Vanuza Lolatto/Reprodução

Comentários

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *